Wi-Fi do bem

São Paulo, março de 2016 – A D-Link, empresa líder de mindshare na categoria de conectividade no Brasil e América Latina fez parte de um evento beneficente promovido pela Federação Paulista de Futebol (FPF) junto a Casas André Luiz, instituição filantrópica e sem fins lucrativos que atende gratuitamente pessoas com deficiência intelectual.

André Marchiori, presidente da D-Link na América Latina, esteve presente no evento, que ocorreu no dia 10 de março na sede da FPF, em São Paulo, e em nome da companhia, realizou a doação de dois equipamentos para melhorar a conectividade nas instalações da instituição filantrópica: um roteador Ultra Wi-Fi AC 3200 DIR-890L, o mais veloz do mercado brasileiro, e um exemplar da recém-lançada câmera de monitoramento Wi-Fi Wide Eye 180º (ainda não disponível no Brasil), apresentada pela D-Link em janeiro, durante a CES 2016.   

“É uma grande satisfação e um privilégio para a D-Link poder colaborar com a Casas André Luiz. Quem conhecer o projeto, além de se emocionar, terá a oportunidade de ajudar a comunidade. Acreditamos que o nosso roteador Ultra e a Câmera 180º, que são equipamentos de última geração, vão melhorar a conexão e a segurança da instituição”, explica André Marchiori.   

Sobre a D-Link

A D-Link é um dos principais players mundiais na área de equipamentos para infraestrutura de redes convergentes e seguras, monitoramento e soluções em cloud computing para consumidores finais e empresas, sendo líder de mindshare em conectividade no Brasil e na América Latina. Conta com subsidiárias nos maiores mercados do mundo e uma extensa rede de distribuidores em mais de 90 países.

Presente no Brasil desde 2001, a empresa continuamente oferece soluções de conectividade que ampliam e melhoram a experiência de acesso às redes, para que seus clientes se mantenham conectados e obtenham mais experiências, produtividade e oportunidades no dia-a-dia. Para isto, a D-Link mantém centros de pesquisa e desenvolvimento dentro e fora do Taiwan, seu país sede.

Em 2016 a D-Link comemora 30 anos de existência e se orgulha em ter antecipado diversas tendências do mercado de tecnologia, tendo sido umas das primeiras empresas a investir em uma equipe dedicada a desenvolver produtos em nuvem como Roteadores e Câmeras Cloud e e soluções de Casa Conectada. Entre outras inovações, é possível citar o pioneirismo da D-Link em oferecer produtos da categoria 11AC, protocolo mais recente e rápido para conexões Wi-Fi.  

Para mais informações, visite o site www.dlink.com.br ou conecte-se com a D-Link no Facebook e Twitter.

 

Sobre Casas André Luiz

Uma Instituição de caráter filantrópico, sem fins lucrativos que por orientação espiritual optou pelo atendimento gratuito a pessoas com deficiência intelectual, em todos os graus de comprometimento: leve, moderado, grave e profundo com ou sem deficiência física associada.

Contando inicialmente com atendimento para 15 crianças carentes com deficiência intelectual em uma residência na cidade de Guarulhos logo sentiu-se a necessidade de ampliar o espaço em razão da enorme procura da sociedade. Assim, no ano de 1959, foi adquirido um terreno de 70.000 m², onde foram construídas as 4 unidades hoje existentes, respectivamente nos anos de 1962, 1964, 1968 e 1974.

Atualmente são atendidos cerca de 1600 pacientes, dos quais 600 são residentes na Unidade de Longa Permanência (ULP) e os demais em regime ambulatorial. Na ULP os pacientes necessitam de cuidados por toda a vida, 80% deles são casos graves, e mais de 50% são acamados e/ou cadeirantes. Já no Ambulatório são realizados aproximadamente 2.000 atendimentos por mês a pacientes da comunidade, de forma que podem recebê-los com qualidade e continuar partilhando do convívio familiar e social.

Ao paciente interno é fornecido todo atendimento médico especializado e atividades interdisciplinares que geram qualidade de vida ao paciente, missão essa estabelecida pela Instituição. A Casas André Luiz é referência no atendimento à pessoa com deficiência intelectual dentro do Estado de São Paulo.

É compromisso da Instituição protegê-los por meio de ações terapêuticas, promovendo a sua inclusão social sensibilizando as pessoas a respeitarem seu direito de crescer em condições de liberdade e dignidade.